Campeonato Distrital de Juvenis da 1ªDiv - 17ªJ: Cova Piedade(B): 1 - BARREIRENSE(A): 1

 A equipa de Juvenis A do Barreirense, deslocou-se a Piedade para defrontar a equipa local, tendo iniciado bem o jogo, com bastante posse, variando os flancos tentando entrar no ultimo reduto da equipa da casa, que jogava recuada e com os seus sectores todos juntos tentando assim evitar que os barreirenses conseguissem entrar na sua área.

Não estava nada fácil chegar a finalização, e foram 15 minutos de autentico domínio do FCB, em que o seu GR foi um mero assistente à partida, e ao findar o primeiro quarto de hora, surge o golo barreirense, por GONÇALO ASCENSAO, na conversão de uma grande penalidade a castigar uma mão de um adversário dentro da sua área.

Com o golo inaugural o jogo não mudou o seu carisma, manteve-se o domínio do jogo, mas agora já se conseguia criar situações de finalização só que estava-se a ser muito perdulario, Balau rompeu pela esquerda, isola-se e tenta fazer o golo, quando poderia ter assistido o seu colega Bruno, e proporciona uma defesa ao GR contrario. Pouco depois o mesmo Balau numa boa jogada colectiva pela esquerda aparece solto na área, tenta assistir o colega no centro, mas o ultimo passe não sai bem, e a bola vem um pouco para trás e é afastada pela defesa local.

Aos 30 minutos de jogo é a primeira vez que o Guardiao barreirense João Nuno toca na bola, saindo a um cruzamento vindo da direita do ataque, e no minuto seguinte também num canto desse mesmo lado.
A partir daqui pouco a pouco o jogo foi-se equilibrando, embora as situações de perigo eminente fossem exclusivas do FCB, que por duas vezes aparece no ultimo terço em situações de superioridade numérica, e não se soube aproveitar, ora por individualismo ora por má opção ou boa intervenção do Guarda-redes contrario.

O Intervalo chega com a vantagem de 1 golo para o FCB, numa primeira parte de grande domínio barreirense.

No reatamento, o FCB aumenta a intensidade do jogo, jogando a toda a largura do campo, o domínio ainda se acentuou mais, tentava-se agora romper pelas alas com a subida dos laterais Gonçalo e Ribeiro e consegue-se desequilíbrios, só que nos cruzamentos não se dava o melhor seguimento.
O adversário pouca resposta dava para alem de se manter organizado defensivamente.
Os remates de meia distancia saiam a figura do GR ou distantes da baliza.

A vantagem era escassa, de apenas 1 golo, e a equipa procurava o 2º golo.
Aos 65 minutos o ponta lança Bruno Tavares, no seguimento de uma boa jogada de Balau atira a barra quando tinha tudo para fazer o golo.
Aos 69 minutos é Balau de novo que numa boa jogada individual, onde rompe pela zona frontal, passando por 4 adversários e sozinho perante o guardião adversário, atira ao poste.

Não marcou o Barreirense, marcou o Piedade no minuto seguinte (aos 70 minutos), um golo numa jogada anormal e caricata.
A Equipa do Piedade estica o jogo na frente saltam 2 jogadores (1 de cada equipa) a meio do meio-campo barreirense, e surge o apito da equipa de arbitragem assinalando falta ofensiva ao Piedade, o jogador barreirense agarra na bola para marcar a falta e a equipa começa a subir no terreno, quando o arbitr da o dito por não dito, e diz ser ao contrario, ou seja, falta a favor do Piedade, o jogador do Piedade de imediato tira a bola da mão do jogador barreirense e marca de imediato a falta para um seu colega que se encontrava só e foi para a área barreirense sozinho fazendo o golo ao segundo remate após ainda a 1ª defesa de João Nuno.

A equipa da casa chega ao empate e ate ao momento do empate não tinha conseguido criar nenhuma situação de golo eminente, faltavam 10 minutos para o final, e o Barreirense ainda foi a procura da vitoria.
O jogo fica partido, o tempo era escasso, e nos ultimos 10 minutos Heli podia ter feito o golo, numa jogada colectiva, mas acabou por perder o timing de remate com mais um toque.
O Piedade defendia com todos os seus jogadores, mas também por 2 vezes apanhou a equipa do barreirense desequilibrada e poderia ter chegado a novo golo, não fosse o poste da baliza e a defesa do guarda-redes Joao Nuno.

 

Ficha do jogo:

Campo Municipal da Cova Piedade.
Piso - Sintético
Tempo - Sol.

 

Equipa Barreirense:
João Nuno; Ribeiro, Manhita, Pendão e Gonçalo Ascensão (Capitão): Campos, Heli e Rúben: Diogo Silva, Bruno Tavares e Balau.
Suplentes: Viola, Grilo, Palhais, Luisao, Nascimento e Pina .

 

Substituições FCB:
Aos 51 minutos, saiu Diogo Silva e entrou Nascimento.
Aos 75 minutos, saiu Ruben e entrou Pina.

 

Equipa Técnica FCB
- Luís Costa
- Martim Prates
- João Almeida

 

Dirigentes - Pina
Massagista - Vanessa

 

Acção Disciplinar:
- Nada a assinalar.

 

Resultado ao Intervalo: 0 - 1
Resultado Final: 1 - 1

 

Golos:
0 - 1 , aos 15 minutos, por Gonçalo Ascensão de penalty.
1 - 1 , aos 70 minutos.

 

 

Próximo Jogo
18ª Jornada Campeonato
Barreirense - Olimpico Montijo
Domingo, 6 de Março as 10:30 horas.
Campo da Verderena, no Barreiro

Imagens

Último vídeo

Palmelense - 2 x Barreirense - 6 - Jogo do Título

Próximos eventos

domingo, 04 julho 2021 - 17:00 -18:45 : Palmelense: 2 - FCB: 6 (Seniores)
sábado, 21 agosto 2021 - 17:00 -18:45 : Início do Nacional da 2ªDivisão de Sub-19
domingo, 22 agosto 2021 - 11:00 -12:35 : Início do Nacional de Sub-15
domingo, 29 agosto 2021 - 17:00 -18:45 : Esp.Lagos - FCB (Seniores)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com