35ª Jornada, II B Zona Sul, Louletano - 1 Barreirense - 2

Está quase...

O Barreirense foi ao Algarve vencer o Louletano por 2-1, e está com meio-pé na 2ªliga, visto que o Pinhalnovense evitou males maiores com mais um golo nos descontos, empatando a um golo com o Operário, estando agora a 4 pontos.
No magnifico estádio do Algarve, o Barreirense arrancou uma preciosa vitória, alicerçada na sua boa organização defensiva, com Marco, no miolo, a mexer os cordelinhos, servindo com mestria o seu sector mais avançado constituído por 3 unidades muito móveis: Moreira na esquerda, Moreno no meio e Carlitos na direita.
O jogo iniciou-se em bom ritmo, com ambos os conjuntos a demonstrarem vontade em vencer o encontro, e a tentaram, principalmente através de remates de longa distância, criar perigo para as balizas contrárias, embora tanto Botelho como Paulo Silva estivessem bastante atentos.
À passagem do primeiro quarto-de-hora, o Louletano podia ter inaugurado o marcador, mas Manuel do Carmo, isolado, quis desviar tanto a bola de Paulo Silva que esta acabou por sair ao lado.
O Barreirense, sentindo o perigo, carregou no acelerador e aos 22 minutos acabou mesmo por marcar. Moreira pega na bola a meio do meio campo do Louletano e serve na perfeição Moreno que descaído pela esquerda e perante Botelho, fez o 0-1.
O Louletano tentou reagir e pegou no jogo especialmente depois da entrada do avançado Pedro Brás, mas o certo é que, defensivamente, começou a abrir certas brechas, provocadas pelas movimentações do tridente atacante alvi-rubro.
No entanto, este empertigamento dos algarvios valeu-lhes o golo do empate, já ao cair do pano da 1ªparte, após um remate de Brás em que a bola bate em Pedro Nunes e sobra para o desmarcado Manuel do Carmo que não teve dificuldade em marcar.
No reatamento, Daúto Faquirá teve de trocar de guarda-redes já que Paulo Silva, magoado num lance casual (fez um estiramento na coxa), teve que abandonar o relvado entrando para o seu lugar Pedro Cardoso que assim se estreou para o campeonato e que acabou por realizar exibição segura.
Após um primeiro aviso de Paulo Vieira (excelente remate para boa defesa de Botelho ), o Louletano veio para esta 2ªparte como acabou a primeira parte, ou seja, assumindo as despesas do jogo com o intuito de tentar alcançar uma vitória que o pudesse tranquilizar definitivamente na tabela classificativa e num minuto Bráulio e Pedro Brás tiveram boas oportunidades para desfazer a igualdade, mas a verdade é que este adiantamento provocou ainda mais brechas na defesa algarvia e à passagem dos 60 minutos surge o segundo golo do Barreirense. Grande passe de Marco a desmarcar Moreno na direita, que foi à linha e cruzou para a entrada de rompante de Moreira.
Daúto mexeu na equipa, fazendo entrar Marco Bicho para o lugar do amarelado Vitinha, recuando o "ponta-de-lança" Moreno para o lugar de defesa-direito, um lugar já familiar para o polivalente jogador e dez minutos mais tarde lançou Varela no lugar de Saavedra enquanto que Amílcar Fonseca optou por reforçar o lado direito do seu ataque colocando o possante Tagro.
No último quarto-de-hora, o Louletano tentou o futebol directo colocando inclusive o central Jorge Soares a ponta-de-lança, abrindo autênticas crateras no seu último reduto, tendo o Barreirense por quatro vezes podido ter "matado" o jogo, não conseguindo, no entanto, aproveitar essas ocasiões, ora pelas intervenções de Botelho, ora pelo demérito na finalização dos seus avançados.
Foi nesta fase que surgiu o lance polémico do desafio, muito protestado pelos adeptos da casa, quando uma bola bombeada para a área de Pedro Cardoso, este escorrega, aparecendo Brito, no chão, reclamando que tinha sido derrubado pelo guardião barreirense. O árbitro João Capela, que estava bem colocado, apontou para o pontapé de baliza.
O jogo acabaria pouco depois, ressaltando uma ideia: bastava o Barreirense ter aproveitado uma das escandalosas oportunidades que teve e escusava de ter sofrido tanto, podendo inclusive ter goleado.
Uma nota, em jeito de rodapé, para o apoio dos adeptos barreirenses que se deslocaram até ao Algarve, pois deram um grande incentivo é equipa, sendo o 12ºjogador. Pena foi que não pudessem ter ido todos, visto ter havido "apenas" três autocarros.

Ficha do Jogo:
 
Estádio do Algarve, em Loulé
Árbitro: João Capela (Lisboa)
 
Louletano: Botelho; Telmo Pinto, Xavier, Jorge Soares e Orlando; Rui Alves (Pedro Pereira, 50'), Hélder Clara (Brás, 28'), Bruno Caires (Tagro, 63') e Bráulio; Manuel do Carmo e Brito.
Treinador: Amílcar Fonseca
Marcadores: Manuel do Carmo (45+2').
Disciplina: Cartão amarelo a Brito (33'), Bruno Caires (45'), Jorge Soares (52'), Manuel do Carmo (63'), Xavier (80') e Orlando (90').
 
Barreirense: Paulo Silva (Pedro Cardoso, 46'); Vitinha (Marco Bicho, 68'), Pedro Nunes, Sérgio Brás e Angel; Marco; Paulo Vieira, Saavedra (Varela, 77') e Carlitos; Moreira e Moreno.
Treinador: Daúto Faquirá
Marcadores: Moreno (24') e Moreira (50') 
Disciplina: Cartão amarelo a Saavedra (40'), Vitinha (45+1'), Moreno (48') e Varela (87')
 
Ao intervalo: 1 - 1.



Aqui fica o filme do jogo:

4'- Moreira ganha espaço na zona central e remata mas à figura
5'- Marco desmarca Carlitos mas este remata por cima
6'- Rui Alves, de muito longe, remata em balão mas Paulo Silva, atento agarra
12'- novamente Moreira na jogada a tentar o remate, à entrada da área, mas Botelho defende
14'- Manuel do Carmo corta um passe do meio-campo barreirense, passa por Sérgio Brás, em grande velocidade, e perante Paulo Silva, desvia com, a parte exterior do pé, a bola do alcance do guardião barreirense mas esta acaba por sair ao lado
21'- Angel cruza, Carlitos toca de cabeça para Saavedra que remata fraco
22'- Golo 0:1 (Moreno)
37'- Moreira, na esquerda, dá a Angel que de pé direito, chuta para defesa difícil de Botelho
45'+2'- Golo 1:1 (Manuel do Carmo)
ao intervalo - Paulo Silva substituído por Pedro Cardoso
46'- grande remate de Paulo Vieira, do meio da rua, para uma defesa complicada de Botelho
54'- Manuel do Carmo, na direita, centra Brito ajeita para Bráulio que atira por cima
55'- Brás, na meia-lua, isolado, remata mal tendo Pedro Nunes ido a tempo de cortar para fora
60'- Golo 1:2 (Moreira)
67'- Vitinha substituído por Marco Bicho
75'- Saavedra substituído por Varela
76'- Jorge Soares ganha de cabeça, após um livre, a bola sobra para Manuel do Carmo que remata fraco
82'- Varela isolado remata para defesa de Botelho com Carlitos à espera do passe, completamente isolado na pequena
84'- canto de Manuel do Carmo, Pedro Cardoso rechaça, Brito remata cruzado, por alto, e Jorge Soares, de cabeça atira ao lado
86'- Tagro cruza para a pequena área aparecendo o corte de Pedro Nunes, que acaba por lançar o contra-ataque tendo Varela completamente isolado a não conseguir desfeitear o guarda-redes Botelho
90'- contra-ataque do Barreirense, Moreira toca para Varela, este dá para o desmarcado Marco Bicho que perante botelho atira ao lado
90'+2'- Moreira ganha à defesa do Louletano dá para Varela que mais uma vez não consegue marcar, rematando ao lado

Fotos do jogo >>>

Vídeo do 2 golo e festa no final >>>

Próximos eventos

sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 09:30 -10:55 : FCB - Juv.Sarilhense (Juvenis Femininos)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 10:30 -11:45 : D.João I - FCB (Sub-15 Femininos)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 11:00 -12:15 : FCB - Costa Caparica (Sub-13 Fut7)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 11:00 -12:05 : Juv.Sarilhense(B) - FCB(B) (Sub-11)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 15:00 -16:45 : Olimp.Montijo - FCB (Seniores Femininos)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 15:00 -16:45 : FCB - Seixal 1925 (Sub-18)
sexta-feira, 08 dezembro 2023 - 17:00 -18:45 : Seixal 1925 - FCB (Sub-16)

Últimos comentários

  • Carlos Matos
    Exibição pobre para mim que ...

    Ler mais...

     
  • Rui G
    Qual 1904... até isso roubaram....

    Ler mais...

     
  • Jose
    Apenas um relato de um roubo, muito ...

    Ler mais...

     
  • Paulo S
    Uma vez corruptos, corruptos ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com