Ricardo Vale

Ricardo Vale

ricardo_vale Posição: Médio Centro
Data Nascimento:
11/01/23 a 02/08/08
Naturalidade:
Vialonga
Altura/Peso:
- cm / - Kg
Nacionalidade: Portuguesa

 

Ricardo do Vale ou Cadocha, como era conhecido, veio miúdo para o Barreiro. Aos 9 anos começou a trabalhar na vila como caldeireiro (de princípio na CUF, mas devido à rivalidade entre o FCB e o Grupo Desportivo passou para os Caminhos de Ferro (CP). Só defendeu uma camisola: a do F. C. Barreirense, durante 19 épocas.

Herói humilde, trabalhador e solidário

Vale, quando trabalhava na construção do Ginásio-SedeJogou 498 partidas oficiais na primeira equipa do clube, muitas vezes como capitão e foi um dos fervorosos, infatigáveis obreiros daquele epopeico edifício inaugurado em 1956, o Ginásio-Sede. Nos sábados antes dos desafios, mesmo na I Divisão, Ricardo Vale tinha de ser "impedido" de ir trabalhar nas obras (na serventia aos pedreiros!) em prol do Ginásio-Sede. E isso até nas manhãs dos jogos de domingo! Também quando os (parcos) salários da bola andavam atrasados, Ricardo declarava que primeiro se pagasse aos jogadores mais jovens ou aos que estivessem à procura de emprego... Foi em 1929/40 que Ricardo se estreou na equipa de juniores que produziu uma série de ases, como Rogério Contreiras, Manuel Jordão, Lenine Silva, Eliseu Cavalheiro, Albino Silva, Rogério Simões (Guedes), Albano (depois "violino no Sporting), sendo treinador o húngaro Desidério, fugido à guerra na Europa Central.

Produto da “cantera”

Ricardo Vale ascendeu à equipa principal na segunda metade da época 1940/1941. No seu longo percurso nas primeiras, teve como colegas, a médio, nas duas divisões principais, entre outros, Moreira, Limas, Lenine Silva, Curtinhal Afonso "Cova Funda", Manuel Jordão, Albino Silva, Foto: Ricardo ValeManuel Rebelo, Gervásio, Rogério Fontes, Luís Vasques, Mateus, Diamantino, Afonso "Estola", José Duarte. Óptimo praticante a meio do terreno, mais do lado direito (com raridade também actuou a defesa), no campo era rijo, defendia a camisola com brio inexcedível, dava tudo por tudo, nunca virava a cara à luta, até ao esgotamento. Também se destacou como exímio praticante de jogo de cabeça. Foi expulso algumas vezes, mas nunca com a braçadeira de capitão. Ajudou a vencer os campeonatos nacionais da II Divisão 1942/43 e de 1950/51.

 

Símbolo de amor à camisola

Tornou-se um símbolo do amor à camisola do Barreirense. Recorde-se, em 1956 foi porta-estandarte do Clube na inauguração do novo estádio do Sporting. Em Outubro de 1957, o FCB consagrou-lhe, no seu estádio uma justa festa de homenagem. Na I Divisão de 1957/58 ainda disputou um encontro, o último, na I Divisão. O irmão José João também se tornou futebolista de enorme gabarito do Grupo Desportivo da CUF. (Os duelos a meio do rectângulo entre irmãos Vale "enchiam o campo"). Na primeira equipa do FCB, na II Divisão, chegou a jogar outro irmão, de nome próprio Augusto. Era conhecido pela alcunha de "Vialonga". Porém, dos nove irmãos Vale, este foi um dos que veio ao mundo no Barreiro. A imprensa chegou a considerar Ricardo Vale o melhor médio em actividade. Foi convocado várias vezes para treinos de selecção, mas não se sagrou internacional. Isto por uma razão simples: jogava no Barreirense, nunca aceitou convites, nem de clubes grandes.

Foto: Ricardo ValeCapitão dos veteranos aos 76 anos

Chegada a altura de deixar a actividade da bola no FCB, Ricardo do Vale aceitou, ainda que temporariamente, o lugar de treinador do Barreirense, numa clara demonstração de amor ao clube. A mesma dedicação que o impediu de aceitar os contratos propostos por clubes como o Porto, o Benfica, o Sporting, o Belenenses ou o Braga. Depois, "transferiu-se" para a ... Velha-Guarda dos rubros-brancos. Pelas suas qualidades inigualáveis, aos 76 anos ainda teve forças para ser o capitão da equipa de veteranos do Barreiro. Em 1999, Ricardo Vale recebeu da Câmara Municipal do Barreiro o Diploma do Barreiro Reconhecido.

Um futebolista dedicado no campo e na vida

Homem de uma energia e força invejáveis, Ricardo do Vale podia ter sido uma grande estrela do futebol, mas o amor ao clube e à terra que o viu crescer falou mais alto

 

Notícias 

- Sexta, 15 Agosto 2008 -  Faleceu Ricardo Vale

- Domingo, 21 Maio 2006 - O sonho tem de continuar

 


 

Agenda

novembro 2017
Sb D
30 31 1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30 1 2 3

Faz-te Sócio

ficha socio

Ídolos do Passado

Fotos Barreirense x Palmelense

Último vídeo

Barreirense - 4 x Charneca Caparica - 2

100 anos de história

video_centenario

Próximos eventos

domingo, 19 novembro 2017 - 10:00 -11:25 : FCB(B) - Costa Caparica (Iniciados B)
domingo, 19 novembro 2017 - 15:00 -16:35 : Os Pelezinhos(B) - FCB(B) (Juvenis B)
domingo, 19 novembro 2017 - 15:00 -16:45 : Beira Mar Almada - FCB (Seniores)
domingo, 19 novembro 2017 - 15:00 -16:45 : FCB - Esc.Fut.Setúbal (Feminino)
sábado, 25 novembro 2017 - 09:00 -10:05 : FCB(B) - Amora(B) (Benjamins Sub-10)

Últimos comentários

  • Antonio dos Santos
    sobre o que disse Faustino ...

    Ler mais...

     
  • Antonio Marques
    Parece faltar alguma experiencia ...

    Ler mais...

     
  • Francisco
    Boa tarde barreirense. Com tanta ...

    Ler mais...

     
  • Carlos Matos
    Se começou a época já era tempo ...

    Ler mais...

Siga-nos no...

RSS youtube facebook twitter

Contactos - www.fcbarreirense.com